Delfim Netto

É com a maior alegria que me junto aos amigos que estão comemorando o 78º aniversário da Confederação Nacional do Comercio de Bens, Serviços e Turismo – CNC. Desde minha juventude estive ligado aos problemas do setor comercial. Formado em 1951, tive a grande oportunidade de trabalhar na Associação Comercial de São Paulo até 1966 como assessor do seu Conselho Técnico, que se reunia semanalmente às tardes de todas as terças feiras. Aprendi muito com pessoas não apenas treinadas no exercício prático do comércio, mas com alguns “comerciantes economistas” estrangeiros que chegaram ao Brasil depois da guerra e traziam formação acadêmica avançada. Acompanhei, portanto, a importante contribuição da CNC no aperfeiçoamento do setor. Lembro a fundamental contribuição do Presidente Antonio de Oliveira Santos, que foi um competente administrador e grande colaborador para o desenvolvimento nacional. O comércio com sua tradição de liberalismo e competição é um instrumento civilizatório. Foi através dele que os comerciantes transformaram o mundo como hoje conhecemos.

Scroll to Top